terça-feira, 17 de abril de 2012

Como virei uma fora da lei - I

"      Em um bairro distante do meu eu estava parada em frente a loja de departamentos onde costumava comprar produtos de cabelo para minha tia. Mantinha o olhar distante e sonhador, tinha várias sacolas na mão quando de repente alguém esbarra em mim. O encarei e tudo parou para que o meu costume de observar traços pudesse "trabalhar". Alto, uma pele marrom clara bonita, um corpo normal, esguio, com olhar exótico que me encarava, agora imenso enquanto dizia algo que não prestei atenção. Lembro de ter colocado a cabeça mais para frente, apertado as sobrancelhas e dito algo como: ãnh? 
      Ele abaixou calmamente a cabeça fazendo um sinal negativo enquanto eu olhava as coisas que haviam caído no chão e quando o encarei novamente ele tinha um sorriso lindamente enorme no rosto e minha expressão fechada foi se transformando aos poucos em um futuro meio-sorriso duradouro, quando ele disse:
- Eu pedi desculpas. - E se abaixava para me ajudar a pegar as coisas que haviam caído no chão e eu peguei as coisas também. - Obrigada. - Eu disse, quando ele colocou a última tinta na sacola e eu dei um leve sorriso.  
-Não são muitas tintas para um cabelo só? - Ele comentou sorrindo e eu sorri de volta abaixando o olhar por um momento por vergonha e o encarei novamente com as bochechas um pouco coradas. - Minha tia é cabeleireira, as vezes venho aqui comprar algumas coisas para ela.
-Ah, sim! pensei que quisesse pintar seu cabelo de azul! - Ele falou num tom de brincadeira abrindo um sorriso enorme. 
-Ah, qual o problema com azul? Sempre quis pintar meu cabelo dessa cor! - falei num tom de seriedade e puxei para um tom de explicação argumentando: - É uma cor linda, a minha favorita! - Ele respondeu em um tom simpático e Don Juan. - Tenho certeza que ficaria lindo em você. - eu sorri e dessa vez não evitei, mostrei todos os dentes para o moço que acabara de conhecer! E continuei metendo os pés pelas mãos. - Eu ia comprar um sorvete, você não quer vir comigo? - Eu não fazia a mínima ideia do que estava fazendo, mas queria conversar um pouco mais com o tal do Don Juan. - Eu não posso ficar muito tempo, mas faço questão de pagar um para você! 
-Ei, que absurdo, lógico que não! 
-Já viu um cara sair com uma mulher e não pagar a conta? - Ele sorriu, com seu sorriso branquinho apaixonante. 
- Já estamos num encontro? - Eu sorri fazendo uma cara de falsa surpresa. - Eu só topo se eu pagar o seu, OK? 
-Combinado. -Ele disse colocando as mãos nos bolsos e caminhando até barraquinha de sorvetes. Eu o segui em silêncio pelo eterno-curto caminho. Quando chegamos eu observei os sorvetes e disse: 
- Hmmmmmm, eu quero o de morango! E você? - Eu o encarei sorrindo.
-Eu não quero nada.
-Como assim não quer nada!? A gente combinou! - Eu estava abismada por ele me enganar assim.
-Não se quebra palavra com uma moça tão bonita rapaz! - Falou o vendedor, fazendo um marketing do sorvete( e de mim).
-É isso mesmo mesmo! Não aceito um não! - Eu franzi a sobrancelha e ele ria.
-Um de chocolate, então! - Eu dei um sorriso de vitória e ele retribuiu com um sorriso meio perdedor para mim. Pagamos e saímos. Eu ria de como ele imitava o vendendo, repetindo: -Não se quebra palavra com uma moça tão bonita rapaz!
-Então, seu sorteve preferido é de chocolate. - Eu falei enquanto provava meu sorvete.
-Talvez, se o seu for morango... - Ele sorriu levemente e eu quase não retribui tentando decifrar o que para mim parecia uma mensagem. Quando olhei para rua avistei meu namorado no carro me esperando. 
-Tenho que ir. - Falei um pouco séria. - Espero te ver logo - E dei um leve sorriso.
-Eu espero o mesmo. - Ele falou, com um sorriso mais animado que o último. E eu segui para o carro. Entrei, dei um beijo em meu namorado e quando o carro começou a se mover acenei para ele, uma última despedida. "

Esse texto foi escrito por mim e pretendo terminar a história. Como é baseado em um sonho talvez eu ainda faça algumas pequenas modificações nessa primeira parte. Gostaram ? (:

Beijão 
Gosta do blog? Que tal nos acompanhar nas redes sociais?

Beijos, Marcelinha

9 comentários:

  1. Oi, lindas! Brigada! Pretendo continuar logo!

    Beijão ;*

    ResponderExcluir
  2. Ameeei *-*
    Continuaaaaa!
    E por favor, me avisa, haha!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  3. Não gostei da parte dela ter namorado e ficar flertando por ai.hunf. Mas adorei a história e acho que vc escreve muy bem

    ResponderExcluir
  4. O meu amigo falou a mesma coisa, mas é ponto forte da história, se acompanhar você vai ver (: E obrigada duplamente! haha

    ResponderExcluir
  5. Woow! Amei o blog! E esse texto então.... sem palavras! Continua!!! Please!! >.<

    ResponderExcluir
  6. Ah, brigada mesmo Karla!Pretendo postar a segunda parte ainda essa semana! Brigada mesmo!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...