terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Como eu ainda não aprendi a me amar


Nos blogs por aí tenho visto aos montes recentemente uma tag que é o oposto de do título desse post: dezenas de meninas contando como aprenderam a se amar. E sim, eu acho essa ideia genial! É muito importante aprender a amar a si mesmo, mas na mesma proporção eu vejo essas garotas pondo o peso do amor próprio sobre as mudanças do tempo ou simplesmente acontecendo. Ou seja, elas crescem e ganham corpo (ou perdem), alisam o cabelo, etc ou elas acordam um dia e TAN DÃN: elas aprenderam a amar a si mesmas como elas são. 
Todos sabemos que não é assim, mas eu nunca vi ninguém explicando como realmente aprendeu a amar a si mesmo nesses posts. Então, eu deixo aqui a primeira dica: não é fácil! 
Não é fácil olhar pro lado, ver aquela menina com uma cintura perfeita e cabelo deslumbrante paquerando o cara que você gosta e você não se sentir uma bosta. Aliás, é muito fácil nos sentirmos inseguras(os) por dois motivos: 

1. Cada pessoa tem um gosto diferente
2. Não podemos ter tudo em um só corpo

Ou seja, sempre vai ter alguém que não vai ter interesse em nós mesmos, mesmo que aos nossos próprios olhos nos achemos perfeitos. Não importa seu tamanho manequim, sua cor, sua religião, nada disso importa e sua auto estima também não deveria depender disso. Hora ou outra, você não vai ser suficiente, e é isso. 
Amor próprio é saber lidar com essas situações e continuar gostando de si mesmo independente da situação.
Então a primeira coisa que você tem que saber é quem você realmente é e o que é realmente importante para você, independente dos outros. A partir disso você pode descobrir o que você pode melhorar em si mesmo para se sentir melhor, independente do que os outros pensem. E acredite, muita gente vai pensar muita coisa sobre você durante a sua vida! E muita gente vai pensar errado sobre você durante toda sua vida. Não tem como fugir, só como lidar, mas quando amamos nós mesmos é bem mais fácil fazer isso.
E sim, eu ainda não aprendi a me amar. Amor próprio, assim como qualquer outro amor, é crescimento e mudança constante. A gente não aprende a se amar, a gente descobre como se amar. Descobre as coisas que gostamos em nós mesmos e nos permitimos nos encantar, inclusive pelos defeitos, como nos sentimos com qualquer outra pessoa. É através desse amor que sentimos mais vontade de crescer e evoluir e nos tornarmos pessoas melhores para nós mesmos e para as pessoas ao nosso redor. É através desse amor que conseguimos nos amar cada vez mais, mesmo que os outros digam que estamos errados. E nos amar independente dos outros, isso é amor próprio. 
Então por favor, não ache que tem algo errado com você, ou ache que você vai se amar de repente porque alisou o cabelo ou alcançou o corpo que disseram para você que era o correto. Amar a si mesmo vai muito além do exterior, é algo que cultivamos dentro de nós. 

Desejo para você todo amor do mundo ♥


Gosta do blog? Que tal nos acompanhar nas redes sociais? 

Beijos, Marcelinha

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Que bom que você gostou, Debora. Escrevo tudo com carinho (: ♥ Beijos!

      Excluir
  2. Acho que talvez nem seja ficar pensando "ah eu preciso me amar" é só pensar que você é igual a todo mundo, ninguém pode ser melhor do que você, porque todo mundo tem o mesmo potencial de ser bom ou bonito, por isso não faz sentido ficar se comparando a ninguém. Mas ninguém quer se achar igual aos outros, querem ser diferentes, pra melhor ou pra pior...
    Regina Kadov
    http://femfizeumesma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Regina. Nós como ser humanos temos uma mania terrível de tentar nos colocar acima dos outros e muitas vezes esquecemos que a melhor forma de ascendermos é colocar o próximo em paridade conosco. O resultado pessoal é maravilhoso, mas requer uma pratica constante, não é mesmo?
      Beijão e até logo!

      Excluir
  3. O problema é que importamos tanto com a opinião alheia deixamos nos sufocar.. Nos diminuimos .. Realmente,quando de fato.nos.aceitamos, com.nossas imperfeições e qualidades .. Tudo muda.
    (experiência própria )
    Bjs. Da kah
    Amei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Kari! Que bom que gostou e que felicidade ver um comentário teu aqui falando sobre tua experiência também. Fico feliz que tenha acontecido assim com você! Saudades (:
      :***

      Excluir
  4. Se aceitar do jeito que é é não é do dia para a noite e sim um processo até você se convencer que a opinião dos outros não é nada do que você quer.
    O problema que é damos muita importância para os outros sendo é o contrário. Esquecemos de perguntar a nós mesmos se é isso que queremos, agimos por impulso, acreditamos nas pessoas, muitas vezes vamos contra a nossa vontade, simplesmente porque acreditamos nos outros. E isso é um erro misturar as coisas.
    E outra: ter disciplina é essencial, porque hoje falamos: me amo, depois aparece uma linda garota e você fica se comparando a ela, se diminuindo..
    Gostei do seu post, maravilhoso!

    www.faseseestacoes.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...